grama-esmeralda GRAMA ESMERALDA

Nome Científico: Zoysia japonica
Nome Popular: Grama Esmeralda, Grama Zoysia, Zoysia Silvestre
Família: Poaceae
Origem: Japão

A grama esmeralda tem folhas estreitas, pequenas e pontiagudas, de coloração verde intensa. É rizomatosa, isto é, o caule fica abaixo do solo e emite as folhas para cima. É perfeita para jardins residenciais, condominios, empresas, campos esportivos, playground, formando gramados muito densos e macios quando bem cuidados.

Embora resistente ao pisoteio não deve ser utilizada em tráfego intenso. Deve ser aparada sempre que alcançar 2 cm.

Rústica, deve ser cultivada a pleno sol em solos férteis, com adubações semestrais e regas regulares. Não é indicada para locais de tráfego intenso, nem para áreas sombreadas. Multiplica-se pela divisão dos rizomas enraizados.


grama-sao-carlosGRAMA SÃO CARLOS

Nome Científico: Paspalum compressum,
Nome Popular: Grama São Carlos, grama missioneira, grama curitibana
Família: Poaceae
Origem: Brasil

A grama São Carlos tem folhas largas, lisas e sem pêlos. É estolonífera, isto é, o caule fica acima do solo e emite as raízes para baixo e as folhas para cima. De coloração verde vibrante a pleno sol e um pouco mais escura à sombra, há ainda uma forma variegada de folhas com margens branco-creme. É indicada para jardins públicos, industriais, residenciais, principalmente sítios e fazendas. Adaptada ao clima frio, vai bem a pleno sol e a meia-sombra, formando um tapete bem denso.

Deve ser cultivada em solo fértil, com regas freqüentes pois não resiste à seca. O corte deve-ser feito sempre que a altura chegar a 3 centímetros. Multiplica-se pela divisão dos estolões enraizados.


grama-santo-agostinhoGRAMA SANTO AGOSTINHO

Nome Científico: Stenotaphrum secundatum
Nome Popular: Grama Santo Agostinho, grama inglesa
Família: Poaceae
Origem: América do Sul

A grama Santo Agostinho tem folhas lisas, sem pêlos e estreitas, de coloração verde-escura. É rizomatosa, isto é, o caule fica abaixo do solo e emite as folhas para cima. É indicada para jardins residenciais e de empresas, principalmente no litoral, formando gramados bem densos. Deve ser aparada sempre que alcançar 3 cm.

Pode ser cultivada a pleno sol ou meia sombra, em solos férteis, com adubações semestrais e regas regulares. É tolerante à salinidade e contra indicada para locais muito frios. Multiplica-se por sementes e pela divisão dos rizomas enraizados.


grama-bermudasGRAMA BERMUDAS

Nome Científico: Cynodon dactylon
Nome Popular: Grama bermudas, grama seda, grama tifton
Família: Poaceae
Origem: Ilhas Bermudas e África

A grama bermudas tem folhas estreitas de coloração verde intensa. É indicada para campos esportivos em geral, como campos de futebol, golfe, pólo e playground. Bastante macia e resistente ao pisoteio, tem rápido crescimento e regeneração, necessitando de ceifas frequentes. Deve ser aparada sempre que alcançar 2 cm. É também considerada excelente pastagem e planta daninha em muitas culturas.

Deve ser cultivada sempre a pleno sol, em solos férteis enriquecidos com matéria orgânica, com adubações semestrais e regas regulares. Tolerante a secas e altas temperaturas. Multiplica-se por estolões e rizomas.


grama-coreanaGRAMA COREANA

Nome Científico: Zoysia tenuifolia,Zoysia matrella
Nome Popular: Grama coreana, grama japonesa, grama veludo
Família: Poaceae
Origem: Ilhas Mascarenhas

A grama coreana tem folhas muito estreitas, pequenas e pontiagudas. É rizomatosa, isto é, o caule fica abaixo do solo e emite as folhas para cima. É perfeita para jardins residenciais, condominios, empresas e campos de golfe, formando gramados extremamente densos e macios quando bem cuidados. Deve ser aparada sempre que alcançar 2 cm.

Deve ser cultivada a pleno sol, em solos férteis, com adubações semestrais e irrigações regulares. Não tolera pisoteio ou secas. Multiplica-se através da divisão dos rizomas.


Empresa


Gramas


Dicas


Fotos


Orçamentos


Contato